Com licença, cheguei.

Estrear no blog da Poemas à Flor da Pele, é subir um degrau invisível, olhar além da poesia café com pão. 

Querido encontro de poetas, escritores e entusiastas, que nasceu da alegria de amigos e poetas. Quinze anos atrás, no Orkut e hoje, é uma entidade de respeito e afeto, entre todos associados e simpatizantes. Ocupando espaço merecido, entre associações e entidades das letras, no estado e no país.

A histórica edição Antologia Poemas à Flor da Pele, lançada em junho de 2021, segundo ano do mundo em recolhimento, isolamento, pela contaminação da Covid 19, é um grito de amor.

 Um alerta de que os poetas estão à postos, segurando fachos de luz e esperança, vivos e irmanados.

Desde a arte da capa , um deslumbre vermelho vivo, corpo sinuoso embriagando os sentidos. Trabalho artístico da generosa Evanir Plaszewski, um verdadeiro portal para mais de 58 artistas da palavra, da escrita, das rimas.

Tudo sobre a coordenação da incansável Soninha Porto, com a batuta na mão, firme e um sorriso largo, chama, incentiva, busca e finaliza. Prestigioso trabalho de abelha, merecendo todos os aplausos, levando o estandarte da Poemas à Flor da Pele, para além do sonho, além das fronteiras. 

É com grande emoção e respeito, que entro no blog desejando um breve reencontro dos abraços e brindes. 


Leila Silveira 

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Que lindo querida amiga, muito bem-vinda ao Portal, pois já estás em nossos corações desde sempre, sucesso aos projetos e sigamos juntas nessa caminhada de amor e poesia! abraços.

    ResponderExcluir
  2. Que lugar mágico! Gratidão, Soninha por poder estar aqui.

    ResponderExcluir

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!