QUANDO ME APAIXONEI (POR MIM)

 No Dia dos Namorados é comum ver tantas declarações apaixonadas. É lindo ver tanto amor traduzindo-se em palavras, mas ao mesmo tempo acaba sendo um dia para reflexão sobre o dia a dia. Como todo esse amor não consegue transformar um mundo de tanta desigualdade, tantas mulheres agredidas, tantas crianças abandonadas. Acredito muito no amor, mas não consigo crer no amor apenas romantizado. Ele precisa ser mais amplo como seu próprio nome, não pode ser dividido, adjetivado e possessivo. Quando minha filha era menina perguntei a ela quem ela mais amava na vida, ela pra me agradar disse que era eu... Linda criança! Sorri e gentilmente disse a ela que não! O primeiro e maior amor deveria ser ela mesma, pois o Amor é como um presente que você só pode dar ao outro se tiver ele primeiro em si próprio... Feliz dia dos namorados aos que se amam antes de amar o outro...

QUANDO ME APAIXONEI (POR MIM)

Amores não são iguais,
mas todos têm seus rivais,
competem a toda hora.
Alguns resistem,
outros Insistem.
Acabam por ir embora.

Faz parte do ser humano,
viver constantes enganos
em busca do grande amor.
Tropeços pelo caminho,
pedras, também espinho,
causam choro, grande dor.

Quando me vi assim.
Apaixonei-me (por mim),
nada mais ficou igual.
Pude me ver amado,
um eterno apaixonado
não podendo ter rival...

Postar um comentário

5 Comentários

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!