02 outubro 2016

Poemas à Flor da Pele chega aos seus 10 anos.



Dizer que foi uma tarefa fácil conduzir um grupo com tantas diversidades seria mentir, mas, Soninha Porto o fez com grande maestria, com muita classe, jogo de cintura e principalmente muito amor.
Para comemorarmos em grande estilo este momento não bastava apenas uma linda festa, era preciso mais, era preciso algo que marcasse e nada melhor do que poesia para deixar o ar impregnado de “Poemas à Flor da Pele” e entra em cena então nosso concurso de poesias. Concurso este que deu grande trabalho aos seus jurados, as obras são de alto nível o que gerou dúvidas em suas escolhas, foi preciso mais dois jurados para que os desempates acontecessem.
A premiação é mera formalidade de incentivo a quem participou, ganhamos nós a cada concurso, antologia, saraus ou eventos realizados.
Viver, divulgar, incentivar cultura é algo grandioso embora saibamos que, por mais esforço que se faça não atingimos o patamar desejado. Estamos engajados em uma luta, semeando para que o futuro seja próspero e rico culturalmente. Poemas à Flor da Pele fez e continuará fazendo sua parte.

Foram nossas juradas no Concurso Dez Anos Poemas à Flor da Pele:

Ana Mello, escritora, coordenadora do Sarau Palavra Falada, do MARGS - Porto Alegre/RS,
Cristina Macedo, Professora, escritora, poeta e Coordenadora do Sarau da Zona Sul, Porto Alegre/RS,
Dyandreia Portugal, jornalista, escritora e Coordenadora do Grupo Rede Sem Fronteiras/RJ,
Maria Goreti Rocha, professora, escritora e poeta - Vila Velha/ES,
NIna Antonioli, professora, formada em Letras - Porto Alegre/RS
Zaira Cantarelli - escritora, poeta, Coordenadora do grupo Vivapalavra/RS, 

Resultado final do concurso:

1º Álvaro Luiz Cardoso – Outras Madalenas 

Outras Madalenas

Outras Madalenas virão
Arrependidas ou não
Outras Helenas, Ivetes e Marias
Passarão por estas ruas devassas
E serão bebidas nas taças
E serão comidas nas praças
Com sofreguidão.
Outras Madalenas virão
Com suas costas largas
Propícias às descargas da raça.
Enquanto houver desejo, cachaça e grana
Nunca será de graça
Alguém será sacana.
A lascívia exposta como uma fratura
Sorvendo a dor do mundo pela rachadura
Vítima do escárnio da estrutura corrosiva
Do jugo monetário e sua Fúria
Do vício e do asco da Luxúria.
Então, quem atira a primeira pedra?
Então, quem dispõe de uma moeda?
Então, quem vai se coroar “O Impoluto”
Com o estatuto da moral se enfiando
Bem no meio do assunto?
Onde houver Luxúria, Cachaça e Grana
Alguém haverá de ser sacana!
Outras Madalenas virão
Arrependidas ou não
Outras Helenas, Ivetes e Marias
Passarão por estas ruas devassas
E serão bebidas nas taças
E serão comidas nas praças
Com sofreguidão.
Outras Madalenas virão
Outras de outros nexos
Outras Marias, Juremas, Ernestos, Joaquins
Alexias, Rogérias, Blanches e Graças
E serão bebidas nas taças
E serão comidas nas praças
Com sofreguidão

Pseudônimo: Faustino D'León

2º Ana Luiza Conceição Poema 1 A poesia anda solta 

A poesia anda solta

A poesia anda solta 
fazendo baderna 
encostada nos muros 
da beira do caís 
Discursa nas praças 
cochicha nos bares 
estampa os jornais 
A poesia anda louca 
fugindo dos poetas 
que a seguem irrequietos
Cansada do tédio 
a poesia quer ... mais!

Pseudônimo: Gaia

3º Carla De Sà Morais – Esvoaçar

Esvoaçar

Verei o mar dos meus terraços
Na chegada das noites tristes ou risonhas
Despir-me-ei em desabafos dos meus segredos
No silêncio das tempestades medonhas
Quando nuvens cinzentas conspirarão enredos
Do romance das cortinas de seda
e do vento que entra sem pedir licença
Aproveitarei esse esvoaçar
para me enrolar no teu corpo doce
Apagarei a dor da convalescença
Renunciarei aos meus cansaços
Para que o amor na noite se esboce

Pseudônimo: china

Menção honrosa
Amélia Luz – E por falar em Maria, 

Ana Luiza Conceição – Surreal 

Arahilda Gomes – Devaneio 

Soninha /Athayde – Divisão 

Jania /Souza - Quando pari-se o Poema 

Ana Luiza /almeida /ferro – os dois poemas 

Quando e o Gigante do largo dos amores
Ro Goldoni – Notas de bergamota 

Marcia Etelli – A paixão dispara o amor vibra 

Gondar – O amor

Tema Moreira – Necessariamente 

Ubiratã Soares – Matutino

Elaine Maria Goulart Nunes Monalisa

Parabéns a todos os participantes, jurados, membros da Associação Poemas à Flor da Pele, admiradores e seguidores do grupo. Nada seria possível sem a presença de cada um de vocês.

Claudete Silveira
Diretora da Associação Poemas à Flor da Pele

4 comentários:

Gisele Lemos disse...

Felicidade comemorar com escritores ilustres, querida Soninha, sucesso as suas Realizações.

ReginaLyra disse...

Parabéns a Poemas à Flor da Pele, seus admiradores, coordenadoes!
10 anos de sucesso!

SAM MORENO disse...

Parabéns Soninha por esse exímio evento! Abarcamentos do amigo e poeta Sam Moreno.

Álvaro Luiz Cardoso dos Santos disse...

É uma honra participar deste evento de Celebração dos 10 Anos da Associação Cultural à Flor da Pele. E ainda obter um reconhecimento deste porte para minha obra literária é de um contentamento inenarrável. Agradeço a comissão julgadora que me deu esta oportunidade de brilhar além das minhas expectativas. Evoé! Auguri! Estamos juntos e misterializados! #vivaverve #puroprazerpoesia #culturasemfronteiras #outrasmadalenas
#10AnosàFlordaPeleCelebração2016
#Celebração #ÀFlorDaPele #Poemas #Poesia

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons