06 setembro 2015

Liberdade!?


Liberdade!?

Em versos livres
Em versos simples
Presos na garganta
Nesses dias tristes
A poesia declina
Sem transformar o que diz
Em alimento para
Os que têm fome...
Fome de liberdade
Fome de pátria
Então saia, tão frágil...
Deste mundo de pessoas
Deste mundo tão forte e cruel
Saia pela janela da alma
Ou pela porta do céu!

DúKarmona®

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons