18 dezembro 2014

MENINO


MENINO

 

Lá vem o menino na disparada

Corpo franzino

Braços compridos

Do sabiá, as canelinhas

 

De janelinha

Sem dois dentes de leite

Corre, corre

Com sorriso bem grande

 

Lá vem o menino na disparada

Chinelo já gasto

Blusinha surrada

Com a chuva na cara

 

Lá vem

Lá vem

Na disparada

Com um bilhete na mão

 

Cabelo pingando

Olhinhos brilhantes

Meio ofegante

Lá vem o menino

 

Tão barrigudo

O velho Noel

Ganhou meio abraço

Dos braços compridos

 

Lá vai

Lá vai

Lá vai o menino na chuvarada

 

Nilza Murakawa

1 comentários:

Marilu disse...

Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações. É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui. Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.
Desejo a você e a todos aqueles a quem mais ama um Feliz e abençoado Natal. Beijokas

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons