12 novembro 2014

LITERATURA

O que é a Literatura

"A Literatura, como toda arte, é uma transfiguração do real, é a realidade recriada através do espírito do artista e retransmitida através da língua para as formas, que são os gêneros, e com os quais ela toma corpo e nova realidade." (Afrânio Coutinho)



Modernismo

A primeira guerra mundial provocou no mundo inteiro, alterações profundas na sociedade. O desenvolvimento urbano e industrial acarretado por ela ocasionou a transformação do panorama sócio econômico Brasileiro, sobretudo em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Entretanto a literatura conservadora e acadêmica ainda ditava as regras no ambiente cultural Brasileiro. Em pleno século XX, a poesia ainda obedece aos moldes parnasianos, já que mantém a mesma postura do século anterior. Com exceção de alguns poucos autores que, embora presos à linguagem tradicional, manifestaram uma consciência mais critica da realidade Brasileira (como Euclides da Cunha, Lima Barreto, Monteiro Lobato, etc...), a maioria ainda cultivava uma literatura de entretenimento e imitação.
Em toda a Europa e, principalmente na França, falava-se em renovação artística e intelectual como Marinetti, criador do Futurismo, lançavam manifestos, exigindo liberdade total para a literatura que devia acompanhar a era científica e tecnológica que se vivia. Nos principais centros culturais do Brasil (Rio e São Paulo como vimos), uma série de atividades marginais começaram á ser realizadas e culminaram com a Semana da Arte Moderna, realizada no Teatro Municipal de São Paulo, em 1922, considerada o marco inicial do modernismo Brasileiro.
De acordo com a nossa pesquisa dividimos o modernismo em quatro fases, sendo que a primeira pode ser considerada uma escola literária independente das outras:

PRÉ-MODERNISTA (1900 - 1922)
Augusto dos Anjos
Graça Aranha,
Euclides da Cunha,
Monteiro Lobato, 
Lima Barreto


"Um país se faz com homens e livros."
(Monteiro Lobato)

1ª GERAÇÃO MODERNISTA (1922 - 1930)
Oswaldo de Andrade
Mário de Andrade
Manuel Bandeira
Alcântara Machado
Cassiano Ricardo

“Vivo nas estrelas porque é lá que brilha a minha alma.”
(Manuel Bandeira)

2ª GERAÇÃO MODERNISTA (1930 - 1945)
Murilo Mendes
Carlos Drummond de Andrade
Cecilia Meireles
Vinicius de Moraes
Jorge de Lima
Jorge Amado
José Lins do Rego
Érico Veríssimo
Graciliano Ramos

Raquel de Queiroz


“Há certo gosto em pensar sozinho. É ato individual, como nascer e morrer.” 
(Carlos Drummond de Andrade)


PÓS-MODERNISMO (1945 - ...)
Guimarães Rosa
Clarice Lispector
João Cabral de Melo Neto
Paulo Leminski
Nélson Rodrigues
Mário Quintana

“Abrindo um antigo caderno
foi que eu descobri:
Antigamente eu era eterno.”
(Paulo Leminski)



Oportunamente irei resumir de uma forma simples, um pouco mais sobre as origens das mais antigas Escolas Literárias: Quinhetismo, Barroco, Arcadismo, Romantismo, Realismo, Parnasianismo, e seus representantes, o que particularmente considero um tema fascinante, visto a grande variedade de expressões que podemos observar em versos e prosas, mas abordei o Modernismo, por julgar o mais conhecido e contemporâneo. (Reggina Moon)








0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons