19 julho 2014






  • Rubem Alves
  • Rubem Alves é um psicanalista, educador, teólogo e escritor brasileiro, é autor de livros e artigos abordando temas religiosos, educacionais e existenciais, além de uma série de livros infantis. (Wikipédia)

  • Nascimento: 15 de setembro de 1933 (80 anos), Boa Esperança, Minas Gerais
    Falecimento: 19 de julho de 2014

  • Rubem Alves, em “Se Eu Fosse Você” (do livro “O Amor Que Ascende a Lua”)

     " que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você…” A gente ama não é a pessoa que fala bonito. E a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina. Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção. Todos reunidos alegremente no restaurante: pai, mãe, filhos, falatório alegre. Na cabeceira, a avó, com sua cabeça branca. Silenciosa. Como se não existisse. Não é por não ter o que dizer que não falava. Não falava por não ter quem quisesse ouvir. O silêncio dos velhos. No tempo de Freud as pessoas procuravam os terapeutas para se curarem da dor das repressões sexuais. Aprendi que hoje as pessoas procuram os terapeutas por causa da dor de não haver quem as escute. Não pedem para ser curadas de alguma doença. Pedem para ser escutadas. Querem a cura para a dor da solidão."



  • “Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil da nossa arrogância e vaidade. No fundo, somos os mais bonitos...” (Rubem Alves)






  • Amar é ter um pássaro pousado no dedo.Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que,
    a qualquer momento, ele pode voar.” (Rubem Alves)

     “Amor é estado de graça e com amor não se paga”. Nada mais falso do que o ditado popular que afirma que “amor com amor se paga”. O amor não é regido pela lógica das trocas comerciais. Nada te devo. Nada me deves. Como a rosa que floresce porque floresce, eu te amo porque te amo" (Rubem Alves)


  • Amo a minha vocação, que é escrever. Literatura é uma vocação bela e fraca. O escritor tem amor, mas não tem poder. (Rubem Alves)





  • “... Sem tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em lugares onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte... Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: "as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos". Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.” (Rubem Alves)


  • "Deveríamos aprender mais com Ruben e suas diversas reflexões teológicas da libertação, e sempre que possível treinarmos a arte de escutar, o que faria nosso mundo bem melhor..." (Reggina Moon)


  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    POEMEM-SE SEMPRE!
    SEJAM BEM-VINDOS!

    Fale Conosco!

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *

     
    Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons