05 março 2014

MULHER

Mulher

 - Damáris Lopes-  

Vôo no salto poroso
Não mais de cristal
Agora, cibernético, como pede o tempo.

Das minhas labirintites e deslizes
Sobram  anseios e lutas.
Virtuosas são as derrotas
Sangrentas, as vitórias
Desatinos desse tal coral feminino
 - Contralto ou soprano
(Tons que desafino)

Sou (e)namorada, amante
Recata, desvairada, perseverante
Persigo a vida assassinada nas esquinas
E a recupero em planejadas avenidas.

Às vezes sou bíceps de largos ombros
Às vezes, anemicamente, suplico colo
Às vezes, teço sonhos e escrevo poemas

Mas, do alto do meu salto,
Perfeitas são as manhãs
Entre maquiagens e dilemas
Que bom: acordo mulher!


3 comentários:

Gladis Deble disse...

PARABÉNS DAMARIS, ADOREI ! BJS

AMARIS disse...

Obrigada, Gladis Deble... poetamiga!!!

Dora Dimolitsas blog do Claudio Daniel disse...

Damaris Linda
seu poema é um belo poema amiga. Beijos Dora.

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons