06 março 2014

Mulher (Gladis Deble)

Encilhas a rebeldia e partes para a luta
Alimentas teu fogoso cavalo
Com pastagens de sonho e labuta.
Do teu corpo franzino fizeste
Os novos guerreiros e heróis.
Tua alma contém os mistérios
Que ergueram os mundos.

Teus estribos e elmo
Conquistaram o inédito
Pequenina figura
Que do alpendre da escola
Equilibra o planeta.
De uma nesga da tua saia
Impérios surgiram.
Do pó das tuas sandálias
E dos movimentos das ruas,
Teus ensinamentos,
Articularam gerações...
Embora exímia professora
Continua sem piso...

Bendigo tua trajetória
Que não será cantada sequer
Por teus contemporâneos de bares
Bendita sejas mulher!

Gladis Deble

2 comentários:

Luma Elora Aislin disse...

Em ritmo de carnaval, é nota 10!!!!!!!!

Starassiuk disse...

Profundamente lindo, Gladis!!!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons