O CONVITE


Convido-te hoje
a roubar comigo
algumas flores
para alegrar o mar
com o perfume
que exala da terra
nas noites de luar...
Dizem que as marés
desconhecem as cores
e choram lamentos
cantos noturnos 
em brancas espumas
derramadas na areia
E as ondas frias 
retornam sempre
para o azul da solidão
na calada imensidão...
Ah, tão triste mar!
Sem ter aonde desaguar
suas mágoas
lembranças
saudades
amores
que ficam dispersos na areia
a beira dos desejos.
Pérolas negras!
Luz do teu olhar!

__ Reggina Moon


Postar um comentário

1 Comentários

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!