16 dezembro 2013

O Tempo





Quando o tempo for de sonhos
e o amor como água cristalina
andaremos juntos pelo planeta
à procura de uma estrela

Quando o tempo for de glória
e o mar se abrir a um pensamento
pintaremos nossas vidas
com a cor mais viva

Quando o tempo for de paz
e as fronteiras apenas partes de um caminho
ficaremos na varanda desses dias
observando a natureza

Quando o tempo for de luta
e a brisa solidão e ventania,
teremos força nas palavras
e coragem nos poemas

Quando o tempo for de chuvas
e as janelas, com seus vidros, um caderno
nossos desejos serão ilhas
a espera de um náufrago

Quando o tempo não der trégua
e o destino não passar de um trem ligeiro
faremos planos pro futuro
já prevendo o fim do inverno

Mas se o tempo for de guerra
e a tristeza invadir a nossa alma
rezaremos pelos homens
e pelo fim da tempestade

E assim, quando o tempo já for velho
e a lembrança se tornar o melhor vinho,
cantaremos em silêncio
esperando o fim do dia

Marco Araujo

3 comentários:

Ana Carol disse...

lindo poema

Reggina Moon disse...

E assim, quando o tempo já for velho
e a lembrança se tornar o melhor vinho,
cantaremos em silêncio
esperando o fim do dia

Bravo!!...Belo poema...Abraços!

Marco Araujo disse...

Obrigado Ana e Regina!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons