O Bobo




Divirtam-se reis e rainhas
com piruetas, tombos e pantomimas.
Todos riem, todos fazem troça,
mas o bobo não se importa.

Divirtam-se condes e condessas
com poemas, hinos e mímicas.
Todos riem, todos fazem troça,
mas o bobo, por ser bobo, não se revolta.

Divirtam-se fidalgos e princesas
com intrigas, odes e desditas.
Todos riem, cavaleiros e donzelas,
mas o bobo, não se rebela.

Divirtam-se barões e baronesas
com lendas, trocadilhos e quimeras.
Todos riem, cavaleiros e donzelas,
mas o bobo, por ser bobo, espera.

Marco Araujo

* Musicado por Elisabet Just.

Postar um comentário

4 Comentários

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!