27 novembro 2013

Onde anda você, poema de Damáris Lopes Vieira de Cotia/SP

5º lugar no concurso Vinícius de Moraes, pelos 100 anos de nascimento do "Poetinha"!



Onde anda você

Numa casa muito engraçada à beira mar,
passa o tempo, passa a hora,
tic tac... sopra tua voz, Morais,
sobre sais, areias e luas cheias.
Incessante, glamurosa,
diplomaticamente infinita,
como a coisa mais linda que eu já vi passar.

É comum a gente sonhar, eu sei
por isso, dei de sonhar só você,
num sonho lindo de morrer.

Lembra o tempo feliz (ai que saudade)
onde você trazia só felicidade
nas mesas dos bares de então?
Era como se o amor vivesse em paz.

Até hoje soa e morre jamais
a ausência tua, por que em cada verso teu,
a tua volta há de apagar
o que essa ausência que nos causa.

E tua volta é todo instante,
num barco à vela, numa aquarela,
em que te vejo o branco mais preto do Brasil,
que sem pedir licença muda nossa vida,
e depois nos convida a rir ou chorar.

É, meu amigo, só resta uma certeza:
É preciso acabar com essa tristeza.
Chega de saudade!
A realidade é que sem você
há paz e beleza sim,
porque a partida cravou teus rastros,
e lastros fincaram teus versos nos ares,
nas tuas crias, nos teus aprendizes.
Nos fizeram confidentes de teus amores,
nos ensinaram a amar
e receber teus milhões de abraços
apertados assim, colados assim.
Aprendemos com eles que o amor
não existe sem você.

Por isso, tua canção só tem razão se se cantar.
E, porque todos meus dias são sábados,
Poetinha, neles eu te canto,
te vivo e te suponho meu namorado
- e que lindo namorado, você poderia ser!
A vida é a arte dos encontros.
Nela, me desencontro feliz
numa boêmia, que por tua maestria,
tem razão de ser, sim.

Mas, porque é melhor ser alegre que ser triste,
saio nas noites vazias para que a luz dos olhos meus,
na luz dos olhos teus, te digam:
- Que eu sei que vou te amar, por toda minha vida!

E a esse amor estou atenta,
Com tal zelo, e sempre, e tanto,
Que mesmo em face do maior encanto,
Você, Vinícius, não sai de mim,
Não sai!

Pseudônimo Garota de Ipanema 

1 comentários:

Reggina Moon disse...

Mas, porque é melhor ser alegre que ser triste,
saio nas noites vazias para que a luz dos olhos meus,
na luz dos olhos teus, te digam:
- Que eu sei que vou te amar, por toda minha vida!
.....>
Lindo!!!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons