28 agosto 2013

Poema Mito II 5º lugar no Concurso De Vidas Secas a Gabriela promoção CCSP e Poemas




Um Mito II

Um mito chamo à tal felicidade,
pois, sempre, que a procuro ela se esconde!
P'ra mim, ela jamais foi de verdade.
Se nunca a descobri; estará onde?

Talvez nunca a procure onde eu estou
e a busque em fantasias no infinito,
Achando que o destino me a roubou,
por isto a transformei num grande mito.

Quem sabe se ela, enfim, está em mim,
naquilo que já tenho e não me atenho
e não no que desejo e não obtenho.

Quem sabe, sem saber tenha eu, assim,
o que vivo a sonhar... felicidade!
Feliz já sou? Talvez seja verdade!

Pesquisador

Manoel Virgilio Pimentel Côrtes


Pedagogo, Escritor do Rio de Janeiro
www.facebook.com/manoelvirgilio.pimentelcortes?ref=ts&fref=ts


0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons