13 setembro 2012

O AMOR QUE NOS É DE DIREITO


O AMOR QUE NOS É DE DIREITO 

É dolorido pensar
Que por uma flor
Você abra mão
De viver a sua vida
Abra mão de viver o amor 

É como olhar os campos
E vê-los secarem
Por falta d’água
Vendo os animais morrendo 

É como levar um choque
Querendo respirar
Faltando-lhe o ar
Porque faltou amor... 

Qual é a tua experiência?
Viver a vida dos outros?
Viver o amor dos outros?
Não abra mão do que lhe é de direito... 

Mário Feijó
13.09.12

 

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons