27 setembro 2012

ENCANTAMENTO


ENCANTAMENTO
 

Penso que me perdi no tempo
Que minh’alma acredita
Que em meu corpo envelhecido
Ainda habita a juventude de outrora 

Impossível meus olhos acreditarem
E me fazerem mergulhar
No calor que tem teu corpo
Absorvendo dele a minha juventude perdida 

Tudo entre nós
Acaba parecendo encantamento
Eu acreditando que sou um príncipe
E não vendo o sapo que ora sou 

O que para ti é muito
Para mim são migalhas
Que no caminho jogo aos pássaros
E tu feito passarinho comes na minha mão...
 

Mário Feijó
27.09.12

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons