23 agosto 2012

O PRÍNCIPE ESTÁ NU



O PRÍNCIPE ESTÁ NU

 

        Ontem nos jornais eu li que “o príncipe está nu”. Tratava-se do Príncipe Harry da Inglaterra, fotografado em uma festinha íntima, em um Hotel, em Dallas, EUA.

Fui caminhar e uma amiga contou que meu médico oftalmologista, com apenas 48 anos de idade fora assassinado, com sete facadas e estava nu sobre a cama. Ele estava a duzentos metros da minha casa e na mesma rua.

Duas situações diferentes, mas que me chamaram a atenção pelo fato de ambos estarem nus.

Por que será que a nudez alheia ainda causa tanto frisson?  

A primeira situação foi publicada nos tabloides do mundo inteiro, ávidos por escândalos de celebridades. Nada mais foi do que uma “festinha inconsequente” de um príncipe, da realeza mais famosa em todo o mundo. Uma irresponsabilidade de um jovem herdeiro do trono real inglês que lhe custou a indiscrição de fotógrafos bisbilhoteiros.

Na segunda situação o fato, apesar de mais grave, porque envolve um crime bárbaro, cruel e aparentemente sem explicações de uma pessoa que não é celebridade, mas muito querido numa pequena comunidade. O crime assim, aparentemente sem explicações, neste momento.

Seria somente mais um assassinato? Latrocínio? Homofobia? Ou teria um enredo perverso? Não sabemos! Só o tempo e as investigações responderão...

Nosso médico era uma pessoa muito querida na cidade e região, ajudava muita gente. Era uma pessoa que tinha luz. Brilhava até no escuro, por onde algumas vezes andou...

E o príncipe? Nascido em berço de ouro, não corre o mesmo risco? Só porque se cerca de lindas mulheres e homens ricos.

Cada um segue o seu caminho. O príncipe nu, a sua vidinha que precisa de orgias para que fique animada. E o bom médico para o limbo do esquecimento porque não tinha sangue azul. Mereceu hoje meia página em um jornal de grande circulação por estes lados. Por uns dias, meses ou no máximo um ano será esquecido e talvez até culpado por não ter tomado os devidos cuidados com os amigos que colocava dentro de casa.

“Carpe Dien” – é o momento. É a vida, dirão os acomodados, insensíveis aos caos diário...

Agora certamente todos os príncipes voltaram a se vestir... Mas por quanto tempo???

 

Mário Feijó

23.08.12

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons