30 junho 2012

ARREBATADOR


ARREBATADOR 

Você não imagina
Como foi bom
Os meus olhos
Tocarem o teu corpo... 

O meu viu estrelas e todas as luzes
Da minh’alma se acenderam
Fazendo de minh’aura um arco-íris
Como se de meus olhos caíssem chuva... 

Eu sempre sonhei
Com um amor assim feito o teu
Arrebatador touro selvagem
Diante de alguém indefeso  

Fiquei assim brilhando
Por hoje e pelo amanhã
Enquanto meu cérebro processa
O teu cheiro que aspirei na distância... 

Mário Feijó
30.06.12

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons