18 março 2012

EU NÃO APRENDI A VIVER SEM TI





Eu penso que neste momento
Bastar-me-ia o silêncio da tua presença
Mas o que me restou foi a solidão
E no silêncio da tua ausência algo não cala 

Como eu posso não sofrer?
Todos dizem que só o tempo
Que o tempo é o melhor remédio
Mas não há remédio para esta dor 

Havia em ti uma metade de mim
Que agora se foi arrancada
Eu tenho que aprender
A me reconstruir sem ti... 

E o que eu faço
Com o silêncio na minha mente
Eu não aprendi a viver sem ti
Isto ao menos tu podias ter me ensinado... 

Mário Feijó
18.03.12

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons