22 novembro 2011

ERRAR É HUMANO






                               Nada lhe posso dar que já não existam em você mesmo.
                                           Não posso abrir-lhe outro mundo de imagens, além
                              daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a
                                          não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.
Hermann Hesse





É tão pouco
Tudo o que eu quero
Sem ferir ninguém
Sem maldade alguma 

        Mas eu sou humano
        E humano erra 

Eu luto pelo que acredito
Eu dou o meu melhor
Eu sou perfeccionista 

        Porém sou humano
        E humano erra 

Muitos me julgam
Outros me condenam
Mas ninguém olha pra si
E deviam, porque:       

        Somos humanos
        E humanos erram...


Mário Feijó
22.11.11

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons