26 setembro 2011

TUA INSENSATEZ





Quando você diz
Que eu não posso te amar
É o mesmo que me dizer
Para não me alimentar... 

E se queres que eu morra
Faça isto comigo
Proíba-me de respirar
Proíba-me de ir e vir... 

Mas também diga
Que eu não posso beber
Que eu não posso te ver
Nem tampouco olhar o mar... 

Meu insensato coração
Não irá entender
E parará de bater
Tudo isto por quê?
Eu ainda amo você... 

Mário Feijó
26.09.11

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons