25 julho 2011

ANTIGO RETRATO

Minha velha professora nos ensinou um dia

Que amor era substantivo abstrato

E a nós discutir não cabia.


Seguiria desiludida, distribuindo vã sabedoria

Não fosse pousar em suas trêmulas mãos, antigo retrato.

Moço mais formoso não havia

Sua pele, seu cabelo, seu andar e trato

De olho na foto o coração batia

Era o menino lindo que conhecera ainda estudante no internato.

Ao passado voltou, como fosse magia

Encontrar um amor tão grande quanto insensato

Amor de menina que agora sabia

Que nunca seria de fato.


Então, voltando ao presente dia

A professora à classe proferiu um ultimato:

Amor não é abstrato

Amor é concreto e ela sabia

Pois podia vê-lo no antigo retrato.


Clau Assi

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons