25 abril 2011

Adormecendo no crepúsculo



Entre o espaço de nós
há uma inflamação,
músculo do coração
bebendo seivas de afetos
meio por acaso
por rotas exatas
transpirando ofegantes,
lubrificando a lua que
uiva sem parar
beijando com seu orvalho
o caule que restou
entre nossos beijos de polens,
enquanto o jardim sibilando a cadencia
do vai-e-vem
da madrugada retina
em parco silencio
amortece a língua
neste imenso mar de instantes
onde o tempo espera ,descansa e sorri,
pois ele sabe que estamos em Shangri-la.

Aharon

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons