09 março 2011

Núpcias em quatro estações!



O inverno chegará para cada um,
abraço indo para o sol poente
cansado
 dormindo,
 diluindo
poluindo
 sonhos polindo
lua prata
escancarada solidão dançando no salão.

A primavera brotará em cada um,
lágrima confessada bem escolhida
 inflame alegria
iniciando  mais uma vez o que estava relegado no baú  das atitudes
primavera semens arados  de percepções
sementes de  Perséfone
lua cheia de sol
baile das estrelas.

O verão virá num silencio
 trazendo um fruto desconhecido,
sensação  de dezessete virão outra vez,
ápice de surpresas festivas,
muito, muito mais que isto
vestidos de querubins, duendes
caldeirão de magias
hera doce vinho
longa vida, longo sol
varanda de lavanda, margaridas caindo sob a cabeça
cravo cravado nos corações enamorados
beijos de samambaia.

O outono chegará numa lembrança
herança castrada
jardineiros da terra
desejos casando os sonhos
fertilidade fervendo pelos poros
engravidando avaliações
armazenando com cuidado
a beleza interior
Gaya, Luna, Yemanjá, Isis ou Afrodite
submundo e submarino
cama de odores
flutuam aromas
entre as chamas dos
arquétipos da vida
compartilhando
pedaços de ecos
querendo fazer acontecer.

Aharon


2 comentários:

Soninha Porto disse...

Bem-vindo caro amigo!
Um novo poeta que chega, com muito a dizer.
Que a Poemas seja o degrau para teu sucesso!
Beijus.

Universo Paralelo em Versos disse...

Obrigado poetisa Soninha fico lisonjeado de estar neste magnífico blog onde encontro riquezas literárias geniais, ilumina o leitor em seu dia a dia. O que seria do mundo sem uma visão poética? essencial para a vida, abraços!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons