14 janeiro 2011

O VENTO E A BRISA

Ele tinha a voz rouca do vento
Quando sente a brisa passar
E ela simplesmente curvou-se
Para ser acarinhada pelo sopro do vozeirão...

Mário Feijó
14.01.11

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons