14 janeiro 2011

E no décimo quarto dia... O AMOR É...

Quase não acredito
Que quatorze dias se passaram
Desde que o ano mudou

Os números fluem céleres
E o ano também, mas
Tudo é igual, contaram-me os pássaros
Quando cantavam na minha janela

Nós é que se não estivermos atentos
Nos desconhecemos no amanhã!
Somos diferentes a cada dia
E eu torço para que sejamos melhores...

O amor ou a falta dele
Transforma e altera nossa química
Às vezes penso que o amor
É uma potente droga...

Mário Feijó
14.01.11

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons