10 dezembro 2010

NEM SANTA, NEM LOUCA...


E ela corria feito louca
Pela estrada
Cabelos despenteados
Dentes amarelados e mal cuidados...

E era assim que Maria
Se apresentava naquele momento
Nem louca, nem santa
Tinha um pouco de todos nós...

Saias sobre saias
Lenço estampado na cabeça
Chapéu de palha
Sandália de dedo,
Mas com meias coloridas
Ela não gostava de sentir
Nenhuma friagem nos pés
Não era louca, Maria...
Tampouco era santa...

Mário Feijó
10.12.10

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons