12 novembro 2010

RESSURGIMENTO


RESSURGIMENTO
Oswaldo Antônio Begiato

Ganhei uma rosa
Leve como uma forma,
Breve como uma linha,
Fina como a esperança,
Bela como o mármore,
Donzela como a aurora,
Champanhe como o arroubo.

Ganhei uma rosa
Feita de brisa lenta,
Assim, como um alívio;
Feita de folhas virgens
Assim, como uma viagem.

Ganhei uma rosa
Feita de muitos versos,
Versos de plenos anversos.

Ganhei uma rosa. De ti.

1 comentários:

Soninha Porto disse...

Lindo meu amado Poeta Wado!
Vc perfuma o ar com essa rosa!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons