27 setembro 2010

POESIA DE BENEDITO SALDANHA

segunda-feira, 27 de setembro de 2010Você sempre vai estar
Você sempre vai estar



Onde existir um sorriso de criança

Você sempre vai estar

Numa roda de amigos

Entre pandeiros e canções

Vou lembrar de você



Onde houver flores e saudade

Você sempre vai estar

No café do fim da tarde

Nas manhãs dos meus domingos

Vou lembrar de você



Onde houver gestos de ternura

Você sempre vai estar

Na beleza do pôr-do-sol

Na comédia ou na aventura

Vou lembrar de você



Onde houver uma seresta afinada

Você sempre vai estar

No suspiro de um pássaro sem rumo

No abraço mais fraterno

Vou lembrar de você



E quando tudo me parecer estar perdido

Vou lembrar de você

Mesmo que o mundo me vire as costas

Sei que você estará sempre me olhando

Me pedindo para seguir em busca da verdade

Porque você um dia me disse:

“Mesmo que o mundo te faça triste

Sempre acredite no bem da humanidade”


Benedito Saldanha

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons