16 maio 2010

Brisas da Invernia...

Todas as brisas

No ápice agudo dos telhados
a rosa dos ventos
distribui seus legados.

Lá onde são desenroladas
todas as brisas
o canto da ventania
desprende o sopro penetrante
e o tropel da invernia
lança suas flechas,
atinge meu peito e grita
teu nome no temporal.
Entro em casa fugindo da
tempestade de vento.
No reflexo da vidraça
teu olhar que não verei
mas esta dor eu já sei,
sempre me acerta e me acha.

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons