16 março 2010

PAIS & FILHOS

Jamais pensei
Que os seres que eu mais amei
Fossem aqueles que não me entendem
Os que me negam carinho e amor...

Eu deixei que saíssem do ninho da minha vida
Que voassem, buscassem seus caminhos
E que um dia retornassem aos meus braços
Dando um pouco do amor que eu tive por eles...

Mas eles são assim
E vejo isto como regra geral
Poucos filhos têm amor (aquele de cuidar)
Por seus velhos pais...

Eu não lamento
É a vida – uma regra natural maldita –
Eu queria carinho e compreensão
Eles ainda estão na fase de querer dinheiro...

Mário Feijó
15.03.10

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons