24 janeiro 2010

VOCÊ É MINHA VIDA





Por que será
Que dói tanto amar
Quando não temos
A pessoa a quem amamos para amar?

Dói lá dentro d’alma
Como se fossem cupins
Comendo a memória
Dos livros na estante...

E é uma dor
Que não tem conserto
Não adianta substituir
E colocar outro corpo no lugar...

Nada tem graça
Nada faz sentido
A vida parece que vai acabar
Quando chegar à próxima esquina...

Acho que vou me dobrar
E colocar meu corpo nas prateleiras
E deixar que as traças o corroam
Como fizeram com meus livros...

MÁRIO FEIJÓ
24.01.10

COMENTÁRIO: Quando a gente ama e fica distante dos carinhos da pessoa amada fica tudo sem cor, sem graça, muitas vezes a depressão toma conta, e não adianta tomar um porre pois tudo piora... O amor nos impulsiona e nos dá vida. Não basta amar aos outros, queremos também o amor do nosso "amor", receber carinhos e varar a noite amando... Mas nada adianta quando estamos sós... Tristes momentos já passei... Tristes momentos já vivi. Hoje deixo as traças corroerem minha memória...  

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons