27 janeiro 2010

Gabriele Fidalgo

Texto lindo para vocês se deliciarem


leveza densa
'Pelas pernas.Me sobem abraços pelas pernas e quando chegam nos joelhos choram. Sou uma flor que boia em águas de amores e bruscas separações. Se me toca, me vê a pétala. Mas arrisca o miolo após o espinho que, do caule, só o que faz é assustar sua pele?Boio sobre a coxa, mas aconteço no centro, sustento o intenso. Não tenho gravidade, mas afundo na profundidade do tudo'
Gabriele Fidalgo

0 comentários:

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons