07 dezembro 2009

Metasignos Bailarinos

ou
dA ismo...





fátima queiroz



agora só lhes prometo

metasignos bailarinos

dos anúncios coloridos

e palavras que ao acaso

- nas roletas do cassino –

colho coo cozinho

no caldeirão do destino

para montar o mosaico

desarranjado e mofino

que nada diga de fato

exceto que tudo foi dito.


by Fred Matos

(in: Anomalias, Kelps, 2002).


Estraga prazer

hercília fernandes


Para fazer um poema dadaísta


Pegue um jornal
Pegue a tesoura.
Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu poema.
Recorte o artigo.
Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Tire em seguida cada pedaço um após o outro.
Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco.
O poema se parecerá com você.
E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público.


by Tristan Tzara



1 comentários:

Soninha Porto disse...

Bárbaro!

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons