01 dezembro 2009


ESCREVIVENDO
Ana Barreto




Escrever é minha arte, é o meu ofício
Não é o meu sustento ou meu ganha-pão
É apenas uma fagulha do meu coração
Que se incendeia, no momento propício


Na tela ou no papel pousam idéias
Frutos da minha solta imaginação
Verdades ditadas por minha emoção
São coisas dessa minha odisséia


Se é bonito ou feio o que eu vejo
Eu apenas expressei o meu desejo
Que é meu e ninguém pode me roubar


Por isso se gostar do que escrevo
Copie e envie com meu beijo
Não venha, por favor, me plagiar!!!

1 comentários:

marcinha disse...

Ana Barreto, amiga:
tou mto contigo nesta luta...e devemos sempre ficar atentas...bjs

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons