30 novembro 2009

líria porto

líria porto - professora, poeta, nasceu em araguari, triângulo mineiro, mora em belo horizonte. autora do livro borboleta desfolhada editado pela canto escuro, portugal, em maio de 2009, aguarda a publicação do segundo livro de lua pela corpos editora, também portuguesa. na internet, publica em vários sites, blogs e revistas, entre eles escritoras suicidas, germina literatura, cronópios, tanto mar, putas resolutas, balaio porreta, o gato da odete, a toca da serpente.


dia-a-dia

domingo

ia à missa


segunda

rezava o terço


na quinta

maria das quantas

limpava o quarto

e punha o lixo

na cesta


no sábado

vinha um soldado

tirar-lhe as teias

da aranha

nu tempo restante

*

caráter

mexe-se na fachada na pintura
a estrutura permanece
o alicerce

*

fino calibre


a rima arretada

sem volta ou floreio

busca a direção do peito

o verso direto

sem curva ou rebusco

tem a precisão do furo

poema

ou tiroteio?

*


torre de babel


letras embaralhadas
perfilam-se ante meus olhos
não entendo patavina

poliglotas trogloditas
cientistas eruditos
deu nó na ponta
da língua

*


evidente

falar de amor a quem amamos é tão óbvio
que nos descuidamos

esquecemo-nos de perfumar os dias óbvios
oferecer as flores óbvias dizer o óbvio eu te amo
e fica tudo assim tão óbvio que amar
parece desamor

*

esqueleto


escrevo
depois faço a poda

só sobram
os ossos descarnados
do poema

*
líria porto

2 comentários:

líria porto disse...

querida amiga - isso é mais que presente - é carinho!
besos e obrigada!
líria

Fátima Queiroz disse...

xuxuuuuu
te amolaaaa demais!
bjs

Postar um comentário

POEMEM-SE SEMPRE!
SEJAM BEM-VINDOS!

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons