12 setembro 2017

In Memoriam de Carmen Silvia Presotto


Silvia,
mansidão
na estrada poética,
Palavras soltas,
Entrelinhas,
Adivinha?
Poeminha,
Poemão!
Sutileza
do
“Conversar é preciso”,
Incentivo,
união.
Deita-se o verso nos braços do Senhor,
Silvia foi conversar com Deus!

©rosangelaSgoldoni
12 09 2017
RL T 6 112 176

Agradeço a amizade e o incentivo.

10 setembro 2017

Perfume de Vida


Queria proteger sua essência de vida
no mais requintado frasco de cristal,
misturá-la a álcoois e bálsamos,
perfumá-la
em notas de tom maior...
Faltava-lhe o dom da alquimia!
O pretenso perfumista
abrigava-se sob as fruteiras dum pomar.
Sonhava especiarias.
Pimenta,
gengibre,
cravo-da-índia
em livre sintonia com a natureza.
Despertou tonteado pelo
aroma das flores de  laranjeira que pairava no ar.
Festejou ao sorvê-lo e
embriagar-se da brisa da manhã que o espargia.
Tão longe navegaram seus sonhos...
Tão próxima sua essência de viver!

©rosangelaSgoldoni
17 08 2015
Publicado na Antologia Vida em Poesia II lançada em 09 09 2017, Lisboa, Portugal

09 setembro 2017



Era bandida

Beatles, Rolling Stones
Tropicália
Jovem Guarda
Ah, vinis quase tralhas
"O que será, que será?"
De Chico Buarque
Onde ele está?
De Rita Lee
"Ovelha negra da família"
Viver desmedido
Ditadura revolução
De Renato Russo
"Tempo perdido"
Paralamas Titãs
“Você tem fome de Quê”?
Minissaia
Uma gandaia
Hoje tu tão passado
Tão vanguarda
Em busca do poema despojado
Dos grandes descarados
do poema libertário!


Soninha Porto

heisoninha@gmail.com

07 setembro 2017

                                 Tagarelar
                                 Prazer da vida

                                 O tempo está frio?
                                 Ou está quente?

                                 Família vai bem
                                 Ou vai mal?

                                 Dói aqui
                                 Curou ali.

                                 A novela que disparate!
                                 E os silicones da biscate?

                                 Politico quase todos ladrões
                                 Será que salva um meu irmão?

                                 Tagarelar
                                 Efeito de cogitar
                                 ─ Em alto e bom som –
                                 Enquanto a vida rebate.

Soninha Porto
heisoninha@gmail.com

13 agosto 2017

Feliz dia dos Pais!


Tempo que passa... Pessoas que perpetuam... 
Feliz dia os Pais!!! 
***
Oração à meu Pai!
Não sei ao certo para onde foi
Mas sei por que veio...
Foi meu grande farol
Eternizando uma luz no meu caminhar...
Em minhas escolhas,
Foi grande, forte
E herói...
Foi meu Jesus
Fez minha fé
Sanou meus medos...
Meus pesadelos
E até meus pecados...
Meus erros criticados
Mas no fundo compreendidos...
Tudo que quis desde o começo
E o que quis até o fim...
Pai, ainda sou tua menina!
Não é mais palpável...
Mas ficou no meu abraço
Em meus tantos segredos
Contados e vividos...
Não são cômodos vazios,
Pensados, em ecos gritantes
Que te eterniza...
É a voz forte que ainda ouço
E me dá a direção
Que trepida em meu peito...
Teu sangue que corre em minhas veias!
Tantos olhares trocados
Sentidos, ouvidos e açucarados...
Virou pingos de estrela,
Deixando luz no meu caminhar...
Não sei para onde foi ao certo
Mas, Pai, sei que ficou...
DúKarmona®

08 agosto 2017

Regina Guimmaraes: Destaque em Artes Plásticas no Concurso Poemas à Flor da Pele em Imagens 2017

REGINA
GUIMMARAES



Artista Plástica - Poeta
reginamguimaraes@gmail.com


Premiação em 2° lugar 

Óleo sobre tela Dois Meninos
(tela escolhida para o 5º livro infanto juvenil da Poemas à Flor da Idade, "De que cor somos? Previsto para lançamento na Feira do Livro de Porto Alegre, em novembro). 



Regina Guimmaraes é brasileira, nasceu, vive e trabalha no Rio de Janeiro, Cidade Maravilhosa. Bacharel em Pintura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, é uma artista versátil e podemos observar em seus trabalhos, além de suas emoções, a sua enorme alegria de viver. 
Com um currículo internacional muito abrangente e de muito sucesso, recebeu prêmios, participou de Feiras Internacionais, Mostras Coletivas e Individuais em países pelo mundo, tais como: Brasil, Espanha, França, Itália, Inglaterra, Portugal, México, Argentina, Chile e Estados Unidos.
Recentemente, ao homenagear, em uma pintura, a Princesa Isabel, destacou-se com o recebimento da Medalha de Ouro Grande Prêmio no 61º Salão de Artes Plásticas do Clube Militar Rio de Janeiro.

Possui uma linguagem visual marcante, vivacidade de cores e formas que desafiam a
percepção. A artista encontrou na sobreposição de camadas e nas formatações orgânicas a liberdade de expressar seu vínculo entre o retrato e a Street Art.
Sempre curiosa e ansiosa por explorar novos elementos de criação, pode-se esperar grandes atuações e novidades nos trabalhos desta multifacetada artista.


Integra as publicações editoriais

 “A Arte de ser mulher”,
“Catálogo Madalena’s” e
“Poemas à flor da pele”.
“Sem Fronteiras Pelo Mundo – Vol. 2 “.

É associada à “ABD – Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais/RJ “,
“LITERARTE - Associação Internacional de Escritores e Artistas Plásticos/RJ”,
“Academia de Artes de Cabo Frio – ARTPOP/RJ”,

“Academia de Letras da Mantiqueira/SP”, 
“Academia de Letras y Artes de Valparaíso/Chile “
“Associação Portuguesa de Poetas “

“Académie de Lettres et Arts Luso-Suisse “
“Academia de Letras e Artes Lusófonas “

Participa do projeto sociocultural “Visitando os Vultos Culturais “.



Seus trabalhos de pintura podem ser encontrados no acervo do Museu Maria da Fontinha em Portugal , no Museu Conde de Linhares no Rio de Janeiro,  no Clube Militar do Rio de Janeiro e, em acervos particulares.

FOTOS DE ALGUNS TRABALHOS DA ARTISTA REGINA GUIMMARAES




Nome completo: REGINA CÉLIA MUNIZ GUIMARÃES
Nome artístico: REGINA GUIMMARAES
Telefones: 55 21 997641263 
E.mail: reginamguimaraes@gmail.com
Site: www.reginaguimmaraes.com.br
Facebook: Regina Guimmaraes Artist
Atividade: Artista Plástico e Poeta











07 agosto 2017

Denise Moraes: Destaque em artes plásticas no Concurso Poemas à Flor da Pele em Imagens 2017

 Denise Moraes


denisemoraesartes@gmail.com


3º lugar por aprovação popular 

Óleo sobre Tela, Infinitude

A artista plástica Capixaba Denise Moraes  é natural de Vitória-ES.  Tem  formação superior em Letras - UFES, possuindo ainda vários cursos extracurriculares. Exerceu a profissão de bancária, professora na Rede Pública e Privada, e ministrou aulas de pintura em seu ateliê.
Iniciou sua carreira artística despretensiosa, brincando de pintura na adolescência. Posteriormente fez curso acadêmico clássico de pintura.                                                         Revela traços de primitivismo romântico, segundo análise do historiador, urbanista e professor da UFES, Ernesto de Souza Pachito. Com certa dose de autodidatismo, a  artista experimenta materiais recicláveis, como pó-de-serra, areia, barro, usando como suporte colagem em MDF, lonas costuradas e outras que trazem inspiração para a pesquisa em tela, porcelana, parede, etc.  Ela busca ainda, pela pesquisa, novos suportes para a arte, fugindo do academicismo clássico na tela plana, análise do artista plástico  Antonio MarMel, e ainda do professor de pintura acadêmica, o paranaense Alexandre Shuck, que em sua análise observa que a pintora também revela traços do expressionismo.
Denise Moraes, artista plástica contemporânea, revela-se como uma admiradora de vários estilos de pintura, não se prendendo a nenhum deles de forma mais fixa constante.   A artista capixaba transita entre vários estilos e várias formas expressivas, o que  acaba de lhe conferir, além de um estilo totalmente subjetivo.  Denise é, por ser uma mescla de todas as escolas que a antecederam, uma  genuína artista pós-moderna, aquela que revaloriza as formas de expressão do passado dando a elas novas "caras" no presente momento.
Denise passeia habilmente pelos estilos. Ora se mostra romântica.  Ora se mostra uma autêntica realista. Se num momento se expressa dentro do mais nítido impressionismo, noutro opta por dar vazão a seu lado expressionista.   Análise do historiador carioca Marcelo Mourão, poeta, escritor, professor de História e Literatura com especialização em Língua Portuguesa.
Em alguns quadros consegue misturar impressionismo, romantismo e surrealismo numa só tacada.
Além de naturezas mortas, Denise pinta lindamente telas com paisagens.   Pinturas de  paisagens são pinturas cujos temas são inspirados em paisagens vistas na própria natureza.   Um pôr do sol ou a vista de uma colina podem ser alvos do pintor que o refaz em suas telas.  Vários artistas se utilizaram desta temática para se expressarem como por exemplo, Claude Monet.

"Considero que o objetivo da arte não é apenas uma tela em branco - morta sobre a qual se projetam complexos e afetos, emoções e idéias subjetivas", declara a artista, lembrando que Bachelard diz que "dê qualidade às coisas, dê do fundo do seu coração o poder justo aos seres agentes, e o universo se resplandecerá".

Inspirada em Jung e Hillman, Denise considera a imagem como uma aparição, numa epifania da alma que tem algo a apresentar, sem a necessidade de referentes que a representem.  
A artista participou de mais de 140 exposições individuais e coletivas em galerias, espaços culturais, entre elas FAFI, projeto TAMAR, Feira do Verde - Meio Ambiente, shoppings, teatro, CST, PETROBRAS, IV Mostra de Vitória em Arte do SINDIAPPES, Aliança Francesa, Yázigi - Praia do Canto, Ministério da Fazenda, UFES, Assembléia Legislativa - Vitória/ES, Anuário da UFF de 2011, Salão de Artes de Araruama - RJ, Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro - Galeão, FLICA,  artista destaque- pintando ao vivo no Café com Letras, Alphaville Jacuy.  O projeto da Exposição Itinerante sobre o Meio Ambiente, foi selecionado pela Secretaria de Cultura de São Paulo, ficou exposta em Registro/SP, e ainda expõe em vários espaços de Vitória, Município do Espírito Santo e vários estados do Brasil. Suas obras ainda integram acervos da Assembléia Legislativa - Vitória, Restaurante São Pedro, tombado Patrimônio Histórico, Centro Educacional Leonardo da Vinci, Correios, UFES, PETROBRAS, Museu Solar Monjardim.
É integrante do GRUPO ÁGUA  e  participou do GRUPO A AMAZÔNIA É NOSSA. Participa de sites virtuais de exposição de suas obras e poesias na internet.  É ilustradora,  capista e ilustradora. Tem poesias publicadas em Coletânea Infantis, Antologias da Academia Feminina Espírito-Santense de Letras-AFESL, E-BOOKS, "Poemas à Flor da Pele" Cultura Revista, Jornal impresso AS ACADÊMICAS, Blocos online - "Poesias para Mudar o Mundo", na Revista Prisma Cultural e "Eternos Elos" do autor Selmo Vasconcellos, participou da Coletiva da Poesia Do Dia do Livro, em Vila do Conde - Portugal, do Varal de Poesias no "Parque das Mangabeiras" em Belo Horizonte.  É acadêmica correspondente da AFESL e membro da Academia Momento Lítero Cultural, ocupando a cadeira nº 74, como Benemérito, Colaboradora da Revista Prisma Cultural-RO. É curadora de Artes. Foi-lhe conferido Menção Honrosa em artes plásticas pela Câmara Municipal de Vitória/ES, e São José dos Campos/SP.  
A poesia e Crônica "A Heroína Capixaba Maria Ortiz", conferiu-lhe medalha de Ouro e primeiro lugar no Concurso de poesias na " Galeria Café com Arte",  em Macaé-RJ, 1º lugar Menção Honrosa pela AFEMIL, Concurso Helena Morley,  poemas selecionados para as Antologias "João Bananeira,"  Editora FTD e " Além do Céu, Além do Mar" em Portugal.
A artista sempre difundi arte e literatura em suas mostras, convidando amigos poetas da AFESL, de vários estados do Brasil, e da Europa. Denise utiliza a arte não somente para homenagear, mas também para denunciar e alertar. A natureza está sempre presente em sua obra, transportando seus sentimentos para a tela.

"Entendo que a imagem não é uma pintura, o desenho, a escultura tomados isolada e literalmente, mas, a concretude dessas formas, e a possibilidade de manejá-las, e de interagir concretamente com elas, que permite o exercício imaginal nos termos aqui discutido".


Imagens de telas de Denise Moraes

Esther Torinho: Destaque em Artes Digitais no Concurso Poemas à Flor da Pele em Imagens 2017

Esther Torinho



esthertorinho@hotmail.com 

Prmeiros lugares, e pelo conjunto da Obra


Arte Digital:A Natureza  Chora


Arte Digital: Busca-me
(arte digital escolhida para o livro do Concurso Poemas à Flor da Pele, em homenagem a Ferreira Gullar)



Arte Digital: Primavera



É capixaba, Psicóloga, Mestre e Doutoranda em Letras, Membro das Academias Feminina Espírito-santense de Letras (cadeira no. 39), Camocinense de Letras (membro Honorário) e Academia Internacional Palavras do Século XXI (membro correspondente). Membro do Movimento Internacional Poetas del Mundo.
Como escritora, escreve poemas, crônicas e contos.
Nas artes plásticas, a autora desenvolvendo técnicas em óleo, acrílica, pastel seco e pintura digital, sendo seus temas principais flores, pássaros e a natureza em geral, tendo já participado de algumas exposições virtuais e ao vivo, no Brasil e em Portugal.
Obras solo: Pássaro Migrante, Pescadora de Estrelas, Sementes de Fogo, Liberdade para as borboletas (Poesia) e Maré Vazante (Crônicas e Contos).
Alguns de seus prêmios:

1º. lugar no Concurso de Poesia da Gazeta de Vila Prudente (São Paulo), em 1988; Prêmio no 3o. Concurso Blocos de Poesia/2002 com a obra Gotas de Orvalho; 3o. Lugar no Concurso Nacional de Poesia - Associação Niteroiense de Escritores/2002; 1º. Lugar no Concurso Internacional da ALPAS XXI/2012 e 1º. e 6º. Lugares no Concurso Vinícius de Morais – Associação Poemas à flor da pele (2012).

Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons