01 julho 2015

Bem vindo Julho!


Bem vindo JulhO!!

Que Julho de continuidade ao que Junho me presenteou
E que alimente ainda mais a minha fé e o meu amor...
E que o encontro com tudo de bom aconteça!

DúKarmona®

30 junho 2015

PROJETO RAIZ DA POESIA EM SAPIRANGA


Dia 05 de julho de 2015, às 18h30min, domingo, no Centro Municipal de Cultura Lúcio Fleck, com entrada totalmente gratuita, num espaço cultural fantástico inicia-se atividades Poemas à Flor da Pele rumo os 10 anos. Este evento tem o apoio da Prefeitura Municipal de Sapiranga, Secretaria da Cultura e Desporto, Câmara de Vereadores de Sapiranga e Sociedade Literária de Sapiranga.

Poemas à Flor da Pele está resgatando o Projeto Raiz da Poesia, que estava no fundo do baú, mas há muito nos seduzindo e por iniciativa do vereador e músico (*)Sandro Seixas, representando os interesses da comunidade artística de Sapiranga e com o apoio dos poderes executivo e legislativo, estabelecemos uma parceria para realização de um espetáculo que contemple a música, dança teatro e poesia, integrando artistas que participam de nossa associação com artistas da “Cidade das Rosas”.

Sandro Seixas(*) quer,  também,  resgatar e recomeçar as manifestações culturais em Sapiranga, e em grande estilo, contar com poetas e artistas de lá e de Porto Alegre, da Associação Poemas à Flor da Pele.

Informações sobre o Projeto:

O espetáculo terá a Direção Artística e participação do cantor e compositor Marco Araujo, do músico e poeta João Antônio Pereira, os atores Marcos Bahrone e Alana Haase, e as poetas Soninha Porto (Presidente da Associação Poemas à Flor da Pele), Maria Helena Mattos, Iara Pacini, Claudete Silveira e Ana Luiza Conceição e a trupe será seguida por Sandra Antonioli (Conselheira da Associação), A cenografia e programação visual é de Karen Menezes. Das atrações de Sapiranga, destacam-se Sandro Seixas, Balé Origens, Escola de Dança Atos, os poetas Doris Rejane Fernandes, Jairo Brum Gomes, Elemar Kramer, entre outros. 

"Em 2016, a Poemas a Flor da Pele completa dez anos de atividades e, nesse espetáculo intitulado Raiz da Poesia, dá início aos trabalhos e comemorações. Apresentação que envolve a comunidade artística de Sapiranga e Porto Alegre. Uma coletânea de arte produzida por músicos, bailarinos, atores e poetas de muitos destinos, a palavra construída – a palavra concreta: silêncio, sorriso, carinho".(Marco Araujo).


(*)Biografia Sandro Seixas (fonte Facebook) 


Sandro Seixas nasceu em Sapiranga-RS com problemas físicos causados pela substância Talidomida (nasceu sem os braços). Desde pequeno notou-se que a música o atraía muito, pois sempre participava de corais nas escolas em que estudou.


Em 1985, Sandro Seixas foi convidado a participar da primeira banda de Rock de sua carreira e a partir daí não parou mais. Em 1989 foi apresentado por um amigo à banda KÚRIA, onde chegou a anos mais tarde lançar dois discos com canções próprias, realizar aparições na televisão e gravação de um clipe. Sandro ficou muito conhecido no Rio Grande do Sul inteiro por sua música vigorosa e carisma, participando de festivais onde foi inúmeras vezes considerado um dos melhores músicos participantes.

Em 1997 foi eleito pela rádio IPANEMA FM de Porto Alegre como um dos melhores vocalistas de Rock do Rio Grande do Sul e do Brasil, recebendo homenagem no famoso Bar Opinião, na capital gaúcha.

Além de cantor, Sandro também já foi piloto. Foi contratado pela DIADORA durante 3 anos como piloto de KM de arrancada de carros, o único deficiente físico do Brasil.

Em 2005 forma uma das bandas de Heavy Metal que, apesar de não lançar nenhum álbum oficial, apenas uma EP; ficou conhecida em vários países, chegando a tocar em rádios nacionais e internacionais! Conquistou fãs nos EUA, JAPÃO, PERU e BRASIL; recebeu prêmios, matérias em sites e jornais, e teve ótima aceitação do público e da crítica, recebendo elogios e resenhas em revistas nacionalmente conhecidas, como a ROADIE CREW e a ROCK BRIGADE. Esta foi a extinta KATANA.

Em 2012 foi eleito Vereador da cidade de Sapiranga. 

"DIFÍCIL É, IMPOSSÍVEL NUNCA, PROVAÇÕES SIM, PRIVAÇÕES NUNCA!!!!" (Sandro Seixas)

Link da prefeitura de Sapiranga sobre o evento:
http://www.sapiranga.rs.gov.br/index.php/noticias/ver/7598





29 junho 2015

O QUE TÁ ROLANDO? 48º SARAU LITERÁRIO ZONA SUL - PORTO ALEGRE/RS





Cristina Macedo(*), uma das boas ativistas culturais que temos aqui no Sul,  apresenta em 9 de julho, às 19h30min, o 48º Sarau Literário Zona Sul, homenagem ao escritor Sérgio Napp(**), escritor e letrista que fez canções clássicas do regionalismo gaúcho, como Canto Livre, composta em parceria com Fernando Cardoso e Jair Kobe, e Desgarrados, com Mário Barbará. 
Ela criou este famoso sarau em 2008, em bares e restaurantes da zona sul da cidade de Porto Alegre. Seus eventos são impecáveis e é Imperdível!

Soninha Porto
heisoninha@gmail.com
poemasflordapele@gmail.com
somareditora@gmail.com




Biografias:

*Cristina Macedo é de Santa Maria/RS, cidade carinhosamente  chamada "da Boca do Monte," e mora em Poro Alegre/RS.
É graduada em Letras pela UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), Mestre em Literaturas de Língua Portuguesa, pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e sua tese foi sobre o tema "A Mulher em O Tempo e o Vento", de Erico Verissimo. 
É professora de inglês, traduz poesias e escreve contos e poemas. Está em diversas antologias e destaca-se pela tradução de "Ariel", de Sylvia Plath, juntamente com o poeta Rodrigo Garcia Lopes, publicado pela Editora Verus, em 2007. 
É coautora do livro,  "Arca Profana", com diversos contos, que foi lançado em novembro de 2010, na Feira do Livro de Porto Alegre. Faz parte da Academia Literária Feminina do RS, cadeira 23. Email:titinamacedo@gmail.com

(**) Sérgio Napp era de Giruá/RS, nasceu 03 de julho de 1939 e faleceu em 28 de maio de 2015, em Porto Alegre/RS).

28 junho 2015

ONDE ESTÁS MEU GRANDE AMOR?

Meu amor, está tão frio aqui, e você não vem... Tarda em chegar,-Será que nem quer vir? A solidão me apavora, faz com que meus olhos, saiam porta á fora, em busca de ti! Mas onde estás agora? Tenho pensamentos e sensações estranhas: Será que você se esconde atrás das montanhas? Detráz de alguma petála de flor? Esteja imersa nas águas do regaço, ou perdida no mais infinito espaço? Mas,onde estás meu grande amor? Edvaldo Rosa

22 junho 2015


 

MEU SANTINHO


A bença, meu Santantonhu

Óia aqui, meu santin
Ocê num tá me ovino
Tô pelejano pra modi casá
E ocê só fica nesse artá?

Tava esperano o santin campiá
Um caboco parrudo e bão
Que num qué só bejá
Sô moça dereita
Sô moça de famia
Quero memo é casá

 Cas perna pro ar
Cabeça drento d’ água
Ocê vai ficá
Enquanto um marido
Num me arranjá

Mais óia bem, meu santin
Num pode sê o Migué
Aquele fio duma égua (perdão, meu Santantonhu)
Pulô cerca por dimais da conta
E já tem inté um bacuri

 
Tumbém num pode sê o Arfredo
Que me dexô cuma baita reiva
Pegô a espingarda
Pra espantá passarinho
E inté os gato correro de medo

Mais pode sê o Zé
Se ele cortá as zunha do pé
O Juão tumbém pode sê
Se as butina ele limpá
Num guento aquele chero
Pió do que gambá

 Diacho, meu santin ! (perdão, meu padim)
Preciso desincaiá
Meu sono inté tá picado
De tanto eu rezá

Nilza Murakawa

12 junho 2015

DIA DOS NAMORADOS


O que falar do Amor?


"Não creio realmente que exista uma data para comemorar o Dia dos Namorados, nem das Mães, Pais, Crianças...
Claro que não!
É um simbolismo interessante comercialmente, pois movimenta o mercado de consumo a cada 1 ou 2 meses com a idéia de presentear por esse ou aquele motivo.
Digamos, um pacto-emocional-comercial. 
Celebrar o amor é um ato diário...Se não conseguem demonstrar em 364 dias do ano, desculpe, não é no dia 12 de Junho que irá conseguir, pois ele não existe..
A poesia é diretamente ligada ao amor, em prosas, versos, rimas e poemas que nos encantam a alma.
Apesar de todo o mal espalhado pela humanidade afora, o bem sempe vencerá, como nos filmes e o verdadeiro amor prevalecerá nos corações, que ainda emanarem a simples intenção de amar."
Reggina Moon

09 junho 2015

Existo longe ...


Existo longe ...

"...Sem atenção
Deriva pelo mundo
Sem casa
Sem hora
Sem instante
Alguém mora por mim
E eu existo longe... "

DúKarmona®

ENTREVISTA: Quem fala de amor? O Escritor Roberto Ferrari!

 
Roberto Ferrari - São Paulo/SP
           

Nos honra o escritor e poeta, Roberto Ferrari, integrante do movimento de arte e cultura da Associação Cultural Poemas à Flor da Pele, por nos conceder essa entrevista para que possamos conhecer um pouquinho mais desse premiadíssimo autor.

Mesmo sendo engenheiro, que se pressupõe só gostar de números e ciências exatas, tem nas mãos e na alma a ciência do poema do amor, ele é um poeta que fal sobre o tema como ninguém.

Casado, mora em Carapicuíba/SP e está em todas as redes sociais atuais e tem um objetivo bem claro, ser conhecido e reconhecido, com a missão de divulgar a cultura.

É integrante da ALAF – 2013; da Academia de Letras de Buenos Aires – 2013; da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture, Paris – 2013; Doutor Honoris Causa em Literatura pela FAMET de Belo Horizonte- 2013 e Conselheiro da ABRASCI – 2010 e ocupa a cadeira nro 39, cujo patrono é Vinicius de Moraes desde 2014.

(POEMAS) 1 – Como foi que se descobriu poeta e o que é para ti o ato de criar e em que momentos a inspiração chega? O que na verdade te inspira?

Roberto Ferrari - Eu nasci poeta e desde a minha juventude escrevi poesias. Acredito que não tenha sido uma descoberta e sim um afloramento da necessidade de escrever o que sentia em relação ao amor.

Para mim o ato de criar é sublime, é magnífico e não tenho um momento determinado para me inspirar, a minha inspiração vem a qualquer hora, vem quando a minha alma pede para falar.

No inicio minha inspiração vinha de uma musa, mas hoje me inspiro na vida, nas mulheres e no sentimento do amor.

(POEMAS) 2 - Quais, entre tuas obras, músicas, poemas, contos, que criastes e que te deixam realizado por ter feito. Coloque-os aqui para nós (pode ser também links de vídeos).

(RF) - Tenho varias poesias de minha preferência, mas vou colocar aqui duas delas

Beijo

Quero um beijo apaixonado,
Que me encante a alma e acalme minha paixão!
Quando te beijo nada escuto, fico longe,
Do mundo, perto do teu coração!
Vamos viver para o nosso amor,
E sentir a emoção deste momento!

O Sol na sua majestade,
Esplêndido e abrasador!
No alto as estrelas fulgurantes,
Brilham como diamantes!
E em nossas almas, brilha o amor!

Cante o luar
Cheio de um novo brilho!
Cante as estrelas
Cante o mar
Cante minha poesia este amor!

Morremos de amor, amada
E a cada beijo renascemos na paixão!..

Quero um beijo apaixonado,
Que me encante a alma e acalme minha paixão!
Quando te beijo nada escuto, fico longe
Do mundo, perto do teu coração!
Vamos viver para o nosso amor,
E sentir a emoção deste momento!


Entrega

Vamos nos amar!
Quero poder com esse amor
Viver no teu coração!
Viver, sofrer e amar essa dor
Que se entrega a paixão!
Quero morar na sua alma,
Em teus encantos,
E na tua formosura
Nos teus lábios ardentes
Quero poder beber do teu pranto
E poder me entregar por inteiro!

Quero sentir em teus lábios
A força da tua paixão,
Poder escutar dentro do teu coração 
as batidas descompassadas do amor,Quero em teu seio habitar
Quero tremer e sentir!
Nos seus olhares lânguidos, o desejo nascendo,
E teu corpo a vibrar,
Teus braços macios 
a me prenderem como grilhões da paixão,
Dos quais nunca quero me libertar,

Vem, amor, minha vida,
Minha alma, meu coração!
Que noite, que noite maravilhosa!
Como é doce o encontro do amor!
E entre os murmúrios do vento
Da noite ao mais lindo amanhecer,
Quero viver um só momento de paixão,
E morrer contigo de amor!

Tenho três poesias que foram musicadas pela cantora Vera Lima, que são Vida Louca, Amor e Paixão e Momento.

(POEMAS) 3 – Fale de suas obras, (coloque aqui imagens dos livros) e qual ou quais poemas que criastes e que te deixam realizado por ter feito.

(RF)O meu primeiro livro Sublime Amor contém poesias que fui escrevendo ao longo dos anos. Muitas poesias que acabei dando para namoradas, mas consegui preservar as que estão neste livro. 


(RF)- Meu segundo livro foi o Ventos da Paixão, é um livro com poesias mais amadurecidas,  que me alegrou muito, pois me confirmou que o objetivo que determinei para minha carreira estava começando a se cristalizar. Foi neste livro que publiquei como o Poeta do Amor.
 

(RF) - Meu terceiro livro é a Identidade Assassina, um livro que foi um desafio por se tratar do meu primeiro romance. A trama central do livro é a história de um serial killer em São Paulo.
 

(RF) - Meu quarto livro é o Fundamental como Amor reúne poesias que primam pela beleza dos textos ao retratarem o sentimento mais importante do ser humano: O Amor. O livro procura falar sobre os diferentes tipos de amor e as diferentes situações que são vivenciadas por quem ama.



(RF) - Refúgio da Alma é meu quinto livro e fiquei muito feliz com o resultado final, pois este livro contém uma poesia para a Helô Pinheiro, a Eterna Garota de Ipanema, que me fez uma dedicatória dizendo-se envaidecida com o elogio.
  

(RF) - No livro Negócios de Sangue, meu sexto livro, realizei um desejo de escrever uma história sobre um vampiro, sonho que tinha desde adolescente.É  a história de um Barão húngaro que vive no sul de Minas desde o século XVIII e pretende implantar seu reinado de horror em São Paulo, nos dias atuais. O livro foi escrito na forma de diários encadeados.
Realmente fica difícil dizer qual o livro ou a poesia preferida, pois cada trabalho tem sua motivação especial.



(RF) - Intenso como a vida é meu sétimo livro e foi lançado em 15 de maio deste ano, em São Paulo. As poesias deste livro estão mais amadurecidas, mais elaboradas, e todas elas procuram através de seus versos conversarem com a alma do leitor. A paixão, o amor, a separação, a saudade, o ódio e o perdão, estão presentes neste livro.
Posso dizer que a cada livro a minha realização espiritual aumenta e divulgar o amor é algo gratificante, o que me faz uma pessoa melhor a cada dia da minha vida.


(POEMAS) 4 – Quais artistas e poetas que são tua referência?    Cite livros e coloque um poema aqui que achar interessante para o leitor.

(RF) - Tenho vários poetas que admiro: Vinícius de Moraes, Castro Alves, Olavo Bilac, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles, Clarice Lispector, entre outros.
Como artista admiro muito Tom Jobim e Vinicius de Moraes, e posso dizer que gosto da Bossa Nova e de todos que participarão dela. Admiro muito artistas que quando compõe, e fazem letras que são poesias e neste caso poderia citar muitos, como Djavan, Ivan Lins, Agepê, entre ouros.
Na pintura gosto muito de Van Gogh, Matisse, Toulouse Lautrec entre outros.

Livros:
Forma e Exegese de Vinícius de Moraes.
Cem Sonetos de Amor de Pablo Neruda.
Insólita Metrópole de Paulo Bomfim.
O retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde.

(POEMAS) 5 – O que você diria para um artista ou escritor está iniciando sua vida artística e/ou literária?

(RF) - Diria a ele que não desista, pois apesar de ser uma carreira difícil é linda demais. Falaria ainda para sempre perseguir seus sonhos e fixar uma meta, assim o trabalho fica direcionado e com foco, tornando tudo mais fácil de conseguir  atingir os objetivos.

(POEMAS 6) O que você tem a dizer ao grupo de poetas, de Poemas à Flor da Pele, que você faz parte, que há mais de 9 anos reúne–se e luta pela arte e poesia. 

(RF) - O grupo Poemas a Flor da Pele do qual tenho a honra de pertencer, é um grupo que é voltado para a arte, a poesia, portanto é fundamental para a sociedade como um todo. Tenho a certeza que nós do Poemas a Flor da Pele seremos sempre um baluarte a favor da cultura.
Queria parabenizar todos os membros pelo esforço em prol da arte e da poesia. Amo todos vocês!!!


Reportagem concedida no mês de maio à Soninha Porto.
heisoninha@gmail.com
poemasflordapele@gmail.com




Fale Conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Macys Printable Coupons